top of page

Desative a pressão do medo


Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, ele também participou dessa condição humana, para que, por sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o diabo, e libertasse aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte (Hebreus 2.14-15 NVI).


O tema aborda o controle do medo, especialmente da morte, para todo aquele que crê em Cristo. É preciso ter plena consciência: Deus se importa com você.


O medo é uma das mais fortes pressões do mundo. José, Moisés, Jesus: imagine a pressão sofrida por eles. Viver é ser pressionado. O mundo todo está assim: vírus, pandemias, guerras, conflitos.


O diabo trabalha com medo, morte e mentira. Ele pode manter pessoas escravas do império da morte por toda vida. Mas Jesus, pela graça do Pai, provou a morte por todos nós, aniquilando o poder do seu império (Hebreus 2.14-15). Portanto, podemos descansar nas promessas de Deus, em Cristo, ou sofrer na escravidão.


Jesus sofreu no Getsêmani e foi tentado o tempo todo. Disseram: desça da cruz! Por que o tentaram? Porque Cristo destruiria, como de fato destruiu, o poder do império daquele que detinha a morte. A chave da cura é a glória, o desfrutar de Deus, ao passo que viver embaixo do império da servidão da morte é desfrutar medo, engano, mentira.


Como aplicar essas verdades em nossa vida?


Jesus disse: aprendei de mim (Mateus 11.29). Portanto, aprendendo com Cristo o império da morte é retirado.


Um grande amigo, Pr. Paulo César Bornelli, faleceu em 05 de março de 2022. O saudoso amigo, pouco antes de falecer, me enviou mensagem dizendo ter se apaixonado pela ideia do encontro com Jesus. Assim, expurgou o império da morte.


Portanto, devemos:


Nos alinhar ao amor de Deus


Nesse amor não existe medo (1 João 4.18). Sob pressão podemos declarar: Senhor, inunda minha família, meus pensamentos, meu ser, do seu amor. Eu vivo no que Deus é: amor por mim. Não vivo naquilo que o diabo diz. Maravilhoso isso!


O povo de Israel comia aquilo que era mandado por Deus: maná. Maná significa aquilo que é. Jesus é o pão da vida, aquele que é. Quando, na sua vida, aquilo que é se junta àquele que é, você se torna o que Deus quer que você seja. Eu e você necessitamos viver alimentados diariamente da vida de Cristo, que é a maior expressão do amor de Deus por nós.


Nos alinhar à totalidade da vida com Deus


Então, o que fazer sob pressão? Alinhar nossa vida ao amor de Deus, nutridos em Cristo, guiados pelo Espírito. Mergulhar no agir da paz santificadora de Deus. Assim, nossa psique, corpo e alma restam conservados e fluem na esperança daquilo que o Pai tem, pode, é, faz e quer. É a totalidade da vida nele.


Que o próprio Deus da paz os santifique. Que todo o espírito, alma e corpo de vocês seja conservado irrepreensível na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo (1 Tessalonicenses 5.23).

Remover entulhos interiores


Deixe Deus remover medo, pressão, mentira, morte, miséria, maledicência, mediocridade, mesmice (Efésios 4.22). Querido leitor, querida leitora, convido você a entrar no novo de Deus.


Renovar a mente


Renovação espiritual (Efésios 4.23). Senhor, retire as amarras do velho Egito e plante suas promessas incomparáveis. Pressão opressora da morte não subsiste na verdade que é Cristo.


Deixar o Espírito Santo trabalhar em nossas emoções


A luz de Cristo em nossos pensamentos busca a vontade do Pai celestial, por meio da comunhão com seu Espírito Santo. Que haja luz em nosso ser. Precisamos praticar o que falamos: remover, renovar e revestir-nos do Senhor; deixar o Espírito Santo trabalhar em nossa vida.


Para finalizar, quero recordar a história de Corrie ten Boom: holandesa refugiada em casa de judeus durante a segunda guerra mundial. Inspirou o livro Refúgio Secreto. Ao perguntar à avó onde seria seguro estar, escutou: debaixo da vontade de Deus. Sob pressão, o melhor lugar para se estar é dentro da vontade de Deus.


Que o Senhor nos capacite a viver essa realidade cada dia mais e mais, porque ele nos ama, nos aceita e nos respeita completa e profundamente.


Quem crê e recebe diz: em nome de Jesus, amém.



Sermão ministração na 2ª Igreja Presbiteriana Independente de Londrina - PR, Filadélfia, na manhã de 13 de março de 2022. Resumo por Paulo Povedano.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page